PRF do Pará apreende drogas, carvão ilegal e recupera carro

Durante fiscalização no KM 19 da BR 010, município de Dom Eliseu, noite de domingo (25), a Policia Rodoviária Federal no Pará prendeu em flagrante, um caminhoneiro que transportava drogas e apreendeu um caminhão repleto de carvão ilegal. Já em trabalho no km 630, da BR-230, no município de Altamira, outra equipe recuperou um carro roubado, com placa fria e documentos falsos.

Os flagrantes de Dom Eliseu foram ambos por volta das 21h, quando policiais faziam a fiscalização na via. Um caminhão vermelho foi abordado e na revista da cabine, foram encontrados 15 comprimidos de tipo Nobésio Extra forte, uma droga popularmente conhecida como “rebite”, uma anfetamina estimulante que funciona como inibidor de sono e fome.  As drogas, segundo o motorista, teria sido adquirida de uma pessoa desconhecida na cidade de Filadélfia, na Bahia. Nas verificações o motorista afirmou que não havia feito consumo da droga nas últimas horas. O condutor foi enquadrado na Lei de Drogas, consumo e porte.

Já o segundo caso no mesmo posto de fiscalização, foi a localização de carga ilegal de carvão.  Embaixo de uma lona, distribuída ao longo do piso do semi-reboque, impossível de ser percebido apenas por visualização externa, os policiais localizaram 42 sacas do produto. o motorista explicou que o carvão seria uma encomenda de um vizinho no município de Imperatriz, no Maranhão, que teria uma pizzaria. O transporte de Carvão vegetal sem qualquer documentação  incorre no crime ambiental. O veículo e carga estão retidos no posto de Dom Eliseu, à disposição da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) do município.

No município de Altamira, por volta das 23h, região da transamazônica, a PRF localizou uma caminhonete, marca  Mitsubishi L200. Ao desconfiar da velocidade em que o carro trafegava na via, policiais abordaram o veículo. Durante a fiscalização o condutor apresentou um documento (CRV) falso, cuja placa, NNW-7514, não possuía registro nos sistemas, se tratando de placa fria. Após verificação foi confirmado que o carro era roubado e que na verdade tem placa OJV-1956 de Mossoró-RN. O condutor e sua esposa informaram que adquiriram o veículo em janeiro de 2018, pelo valor de 72 mil reais e não desconfiaram da origem ilícita do veículo. Eles foram enquadrados em uso de documento falso, receptação. Veículo e autor foram apresentado à Polícia Federal.

Fonte: Portal ORM

Comente com o Facebook
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Compartilhe

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *