Gusttavo Lima e mais três pessoas serão indiciadas por crime ambiental

e acordo com publicação do Jornal O Popular de Goiânia, o cantor sertanejo Gusttavo Lima e outras três pessoas serão indiciadas pela Polícia Civil nesta quarta-feira (28) pela prática de crime ambiental.

O indiciamento é em função da ampliação irregular de uma represa do Rio Meia Ponte na área de uma fazenda, de propriedade do artista, próxima à Região Metropolitana de Goiânia.

De acordo com o delegado Luziano Carvalho, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente (Dema), em novembro do ano passado, agentes do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar (PM-GO), foram até a fazenda Várzea Grande, e constataram a realização das obras sem permissão da Secretaria de Meio Ambiente.

Ainda segundo Luziano, a área a ser inundada pela água com as obras equivale a quatro hectares. A propriedade do cantor tem aproximadamente 10 alqueires, conforme disse, em depoimento, um dos engenheiros que trabalham na ampliação.

Gusttavo Lima e os responsáveis pelas obras serão enquadrados no artigo 60 da Lei 9605/98, conhecida como Lei de Crimes Ambientais. A pena pode chegar a seis meses de detenção, além do pagamento de multa, estipulada pela Justiça.

O Movimento Country tentou entrar em contato com a assessoria do cantor sertanejo Gusttavo Lima, mas não teve o retorno.

Polêmicas sobre liberação de armas

No último domingo (25), o programa da TV Globo exibiu uma reportagem especial sobre o sucesso da música “Apelido Carinhoso”, que lidera entre as músicas sertanejas mais tocadas nas rádios do Brasil em 2018.

Ao fim da reportagem, no entanto, um “climão” tomou conta do Fantástico. O programa exibiu uma nova matéria sobre o cantor, desta vez sobre a publicação polêmica que ele fez no Instagram ao pedir a revogação do Estatuto do Armamento e declarar voto ao pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro.

A participação foi gravada na semana passada, antes de uma postagem controversa do cantor na internet“, revelou Poliana Abritta. “Na última quinta-feira, Gusttavo publicou um vídeo em que aparece em um estande de tiro nos Estados Unidos, disparando um fuzil de alta potência. No mesmo post, Gusttavo diz que ‘hoje em dia no Brasil só os cidadãos de bem estão desarmados’ e pede a revogação do estatuto do desarmamento. O texto teve enorme repercussão e vem dividindo opiniões nas redes sociais“, comentou a apresentadora.

O vídeo no estande de tiro foi gravado no estado da Flórida, onde o cantor passeava com a família. O mesmo estado onde há 11 dias um aluno entrou numa escola armado com um fuzil AR-15 e matou 17 pessoas. A manifestação de Gusttavo Lima aconteceu também num momento em que o Brasil passa por uma grave crise de segurança pública“, continuou Poliana após a exibição da declaração.

Comente com o Facebook
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Compartilhe

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *