Em Rurópolis homem leva três tiros no beco da Vicinal dos Baianos, próximo uma serraria

No início da tarde de ontem, 08/02/2018, por volta das 15h45min, o nacional LEVI PROFIRIO DOS SANTOS, 39 anos, encontrava-se na sua residência, localizada no beco próximo a uma serraria, na entrada da vicinal dos Baianos, quando três homens chegaram numa motocicleta de cor prata, chamaram LEVI e lhe pediram água e ao retornar atendendo o pedido, um deles sacou uma arma de fogo e efetuou em sua direção três disparos. LEVI se jogou ao chão e mesmo ferido conseguiu chegar até o interior de sua casa, enquanto os três homens fugiram na motocicleta tomando rumo ignorado. LEVI foi atingido apenas por dois disparos sendo que um deles atingiu parte de seu corpo próximo ao seu pescoço e outro no flanco. Levi foi socorrido por populares e levado para o Hospital Municipal de Rurópolis e em razão da gravidade dos ferimentos foi encaminhado para o município de Santarém.
Policiais Civis e Militares realizaram uma série de diligências durante a tarde de ontem, a fim de se investigar a motivação do crime, bem como prender seus autores. Segundo as investigações preliminares apontam que os autores do atentado eram pessoas conhecidas de Levi e que teriam chegado numa motocicleta velha do tipo Honda Titan, cor prata, sendo que segundo informações dois deles eram loiros e aparentemente eram bem jovens, certamente gêmeos, e o outro era moreno era mais velho, sendo que foi um dos jovens que chamou Levi até a cerca pedindo água, e ao servi-lo o outro homem de cor de pele morena sacou a arma e efetuou os disparos. Ainda, foi levantado pela polícia que segundo comentários populares Levi estaria comercializando entorpecentes na cidade e que mantinha contato um homem desconhecido que transitava pela cidade, alcunhado por “SANTARÉM” e que recentemente teria lhe procurado para lhe propor negócio. Um dos disparos atingiu a parede de madeira da residência e o projétil foi recuperado pela polícia, que encaminhará para perícia para se descobrir que tipo de arma foi utilizada nesta tentativa de homicídio, que aparentemente, até o presente momento, pelas informações levantadas, tudo indica ser acerto de contas. Outra problemática é que ainda não foi possível qualificar a vítima para se levantar a vida pregressa da mesma e seu ciclo de amizades, uma vez que a referida não possuía qualquer documento de identidade e ninguém soube informar quem são seus familiares e sua naturalidade, fato este que está sendo também trabalhado pela polícia local.
O Delegado Dr., Ariosnaldo da Silva Vital Filho informou que a Polícia Civil e Militar da 17ª CIPM continuam realizando diligências e que já há uma linha de investigação e suspeitos do crime.

Fonte: PC

Comente com o Facebook
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2
Compartilhe

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *